Como NVIDIA DRIVE PX ajudará fabricantes de automóveis a reduzir os custos dos carros de condução automática

O futuro, como diz o ditado, já está aqui. Está apenas mal distribuído. Talvez seja porque ele vem carregado com um porta-malas cheio de computadores.

Estamos anunciando hoje o preço e disponibilidade de nossa plataforma de desenvolvimento NVIDIA PX.

Apresentado no Consumer Electronics Show em janeiro, NVIDIA DRIVE PX é um computador de carro de condução automática poderoso, projetado para passar o poder de redes neurais profundas para carros reais.

Vamos disponibilizar nossa plataforma de desenvolvimento DRIVE PX em maio para fabricantes de automóveis, fornecedores automotivos de nível 1 e instituições de pesquisa, para permitir a condução automática dos carros que estão nas ruas.

A NVIDIA DRIVE PX foi projetada para o número crescente de fabricantes de automóveis que já colocaram – ou colocarão em breve – carros de condução automática nas ruas.

O denominador comum: todos os projetos contam com a tecnologia de GPU da NVIDIA para ajudar a processar e analisar, em tempo real, a transmissão de dados de sensores e câmeras instalados em todo o carro.

Um de nossos parceiros anunciou até mesmo planos de enviar seus carros de condução automática para percorrer todos os Estados Unidos.

Os dois processadores NVIDIA Tegra X1 da DRIVE PX fornecem 2,3 teraflops de performance. Ainda assim, cada superchip individual não é maior que uma miniatura.

text
Os dois processadores Tegra X1 da NVIDIA DRIVE PX fornecem 2,3 teraflops de potência.

É o suficiente para reunir transmissão de dados de 12 entradas de câmera e permitir que uma ampla gama de recursos avançados de assistência ao motorista funcionem simultaneamente, incluindo visão surround, prevenção de colisão, detecção de pedestre, operação sem espelho, monitoramento de tráfego cruzado e monitoramento do estado do motorista.

Mais é mais

Além disso, DRIVE PX foi projetada para utilizar uma nova tecnologia chamada “aprendizado profundo”, para oferecer recursos muito além do que pode ser colocado nos carros de passeio de hoje.

Isso porque os sistemas avançados de assistência ao motorista de hoje evoluíram quanto ao princípio de classificação de objetos que os sensores do carro detectam.

Funciona, mas não é o suficiente. Imagine treinar esse sistema para que ele esteja pronto para qualquer eventualidade possível. Simplesmente, não é possível.

Nossa plataforma de desenvolvimento DRIVE PX foi projetada para resolver esse problema. Ela contém um novo kit de desenvolvimento de software de rede neural profunda que chamamos de DIGITS, bem como bibliotecas de captura e processamento de vídeo.

DIGITS é um sistema de treinamento de aprendizado profundo que pode ser executado em sistemas equipados com nossas GPUs –inclusive nossa nova plataforma de desenvolvimento DIGITS DevBox – e que permite que computadores treinem a si próprios para entender os objetos no mundo que os cerca ((consulte “DIGITs: Sistema de treinamento de aprendizado profundo” no blog Parallel Forall para obter mais detalhes).

Assim como os humanos aprendem através das experiências, o mesmo acontece com a rede neural profunda. Agora podemos fazer mais do que simplesmente treinar sistemas a reconhecerem objetos – também podemos treinar o comportamento. (Consulte “Aqui está como o aprendizado profundo vai acelerar os carros de condução automática” para obter uma visão geral de como isto funciona.)

O modelo criado por DIGITS DevBox pode ser carregado para um veículo e executado em tempo real na DRIVE PX.

É um sistema que pode ser treinado, e retreinado, com mais dados. Toda vez que seu carro de condução automática receber uma atualização pelo ar, ele pode ficar mais inteligente.

O resultado: um sistema de condução automática que vai muito além do hardware encontrado em qualquer carro, sem toda aquela parafernália eletrônica no porta-malas.

Transmissão de vídeo ao vivo on Ustream