O Instituto Tecnológico de Tóquio criará o supercomputador de IA mais rápido do Japão usando a Plataforma de computação acelerada da NVIDIA

by singteam

O Instituto Tecnológico de Tóquio anunciou hoje os planos para criar o supercomputador de IA mais rápido do Japão com a plataforma de computação acelerada NVIDIA.

O novo sistema, conhecido como TSUBAME3.0, deverá ter um desempenho duas vezes melhor que o da versão anterior, o TSUBAME2.5. Baseadas em Pascal, as placas de vídeo Tesla P100 usadas no sistema são quase três vezes mais eficientes que os modelos anteriores. Assim, o TSUBAME3.0 chegará a um desempenho de precisão dupla com estimativa de 12,2 petaflops. De acordo com a última lista TOP500, publicada em novembro, ele será um dos 10 sistemas mais rápidos do mundo.

O TSUBAME3.0 será a vanguarda da computação de IA, com uma estimativa de mais de 47 PFLOPS de pura potência. Quando ele for usado junto ao TSUBAME2.5, espera-se que o desempenho combinado chegue a 64,3 PFLOPS. Com isso, ele será o supercomputador de IA com o maior desempenho do Japão.

TSUBAME AI supercomputer
Na vanguarda da computação de IA, o TSUBAME3.0 será o supercomputador de IA com o maior desempenho do Japão quando for usado junto com sua versão anterior.

TSUBAME3.0

Quando estiver funcionando, no início deste ano, o TSUBAME3.0 deverá ser usado na educação e na pesquisa de alta tecnologia no Instituto Tecnológico de Tóquio. O instituto também pretende disponibilizar o sistema para pesquisadores externos do setor privado. O TSUBAME3.0 também funcionará como uma central de infraestrutura de informação para as principais universidades japonesas.

Satoshi Matsuoka, um professor de ciência da computação do Instituto Tecnológico de Tóquio que está desenvolvendo o sistema, afirma que "O ecossistema amplo de IA da NVIDIA, com milhares de aplicativos de aprendizado profundo e inferência, permite que o Instituto Tecnológico de Tóquio comece a treinar o TSUBAME3.0 imediatamente. Assim, ele nos ajudará a resolver com rapidez alguns problemas que pareciam não ter solução."

"Em pouco tempo, a inteligência artificial está se tornando um aplicativo essencial para a supercomputação", afirma Ian Buck, vice-presidente e gerente geral de computação avançada da NVIDIA. "A plataforma de computação das placas de vídeo da NVIDIA combina IA com HPC para acelerar a computação. Com isso, os cientistas e pesquisadores conseguem fazer descobertas essenciais para áreas como a saúde, a geração de energia e o transporte."